Domingo, 23 de Janeiro de 2022
31°

Pancada de chuva

Corrente - PI

Saúde Corrente

“Se não pagam é porque não querem”, diz secretário sobre atraso salarial no hospital de Corrente

O secretário destacou que o hospital nunca deixou de receber repasse este ano

29/04/2016 às 14h33 Atualizada em 30/04/2016 às 18h16
Por: Alessandro Guerra
Compartilhe:
“Se não pagam é porque não querem”, diz secretário sobre atraso salarial no hospital de Corrente

O atraso dos salários dos servidores contratados do hospital João Pâcheco Cavalcante, em Corrente, foi alvo de critica pelo secretário de governo do município de Corrente, Salmon Filho. Em postagem no seu Facebook nesta sexta-feira (29), o secretário detalhou os repasses feitos pelo município para hospital no ano de 2016.

Segundo Salmon Filho, de fevereiro a abril foi repassado ao hospital através do Fundo Municipal de Saúde de Corrente, o valor de R$ 479.038,96.

O secretário destacou que o hospital nunca deixou de receber repasse este ano, e se não pagam é porque não querem. “HOSPITAL DE CORRENTE NUNCA DEIXOU DE RECEBER REPASSE NESTE ANO,conforme segue: Dia 12/02/2016(ref.janeiro/16) - depositado na conta BB 31061-1 - Ag. 3791-5 do FUNSAUDE, feito pelo Fundo Municipal de Saúde de Corrente o valor de R$ 119.894,74 - Dia 25/02/2016, outro depósito no valor de R$ 119.894,74 - Dia 15/03/2016, outro depósito no valor de R$ 119.894,74 e dia 19/04/2016, outro depósito no valor de R$ 119.354,74 - Totalizando até abril/16 o repasse de R$ 479.038,96. Se não pagam é porque não querem”.

A diretora do hospital, Lindaura Perpétua é irmá do Ex- prefeito Terto, de quem Salmon Filho foi secretário de saúde, 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias