Quarta, 12 de Junho de 2024
15°C 32°C
Corrente, PI
Publicidade

Governo do Piauí irá investir mais de R$ 3 milhões em fomento à pesquisa científica no ensino médio

Serão 750 bolsas, que irão beneficiar estudantes da rede Seduc e docentes da rede pública para produção científica

29/02/2024 às 20h55 Atualizada em 29/02/2024 às 20h56
Por: Alessandro Guerra
Compartilhe:
Governo do Piauí irá investir mais de R$ 3 milhões em fomento à pesquisa científica no ensino médio

O governador Rafael Fonteles assinou, na tarde desta quinta-feira (29), juntamente com o secretário de Estado da Educação (Seduc), Washington Bandeira, a autorização para lançamento de edital do Programa de Bolsa de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-Jr), para estudantes da rede técnica da Seduc. Além da bolsa PBIC-Jr, foi assinado também um termo de cooperação voltado a um projeto piloto com o Ministério da Pesca e Aquicultura, cuja finalidade é fomentar o Programa Jovem Cientista da pesca artesanal.

Rafael destaca que esse é mais um avanço no incentivo à produção científica no estado, dessa vez, voltado para os estudantes do ensino médio. “Uma boa notícia no incentivo à ciência e pesquisa no nosso estado, focado agora nos estudantes de ensino médio. Foi publicado, nesta quarta (28), o edital para o programa de iniciação científica júnior, para alunos que queiram realizar pesquisas, por exemplo, na área de tecnologia da informação, energias renováveis, de agrotecnica, que são áreas prioritárias na nossa gestão, mas também terá espaço de pesquisas para temas livres”, comemorou Fonteles.

WhatsApp Image 2024-02-29 at 15.56.56 (1).jpeg

O programa de iniciação científica júnior, PIBC-Jr, é um termo de cooperação técnica com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), beneficiando com 500 bolsas  no valor de R$ 300,00, durante 10 meses, estudantes regularmente matriculados em cursos técnicos de nível médio ofertados no âmbito do programa “Seduc Tec”. O programa contempla, ainda, 125 bolsas, durante 10 meses, no valor de R$ 1.000,00, para docentes da Rede Pública Estadual de Ensino que tenham seu projeto de pesquisa aprovado pelo edital. 

WhatsApp Image 2024-02-29 at 15.56.57.jpeg

O secretário de educação, Washington Bandeira, aponta que esse programa é mais uma oportunidade para os estudantes da rede Seduc abraçarem a área científica e estudos técnicos. “É mais uma oportunidade que está sendo dada aos estudantes para eles terem uma assistência estudantil, com uma bolsa, vinculada à educação e à pesquisa nas áreas dos cursos técnicos que eles estão desenvolvendo dentro das escolas de tempo integral. Certamente vão sair desse programa vários projetos interessantes para a economia do Piauí”, declarou.

As propostas de pesquisa deverão ser submetidas exclusivamente pelo SIGFAPEPI até as 23h59min, horário de Brasília, do dia 13/03/2024.

WhatsApp Image 2024-02-29 at 15.56.40.jpeg
Programa de Jovem Cientista da pesca artesanal

Foi assinado, também, o edital de lançamento do Jovem Cientista – programa piloto do Ministério da Pesca, em parceria com a Seduc e a Fapepi. A ideia é fomentar a produção científica voltada para a produção na área da pesca, com foco na região das planícies litorâneas. O programa visa despertar a vocação para os campos das ciências e para as carreiras tecnológicas, incentivando talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio da rede pública do estado do Piauí, particularmente pescadores ou filhos de pescadores artesanais.

O programa prevê 100 bolsas de iniciação científica para estudantes, no valor de R$ 300,00, cada, por até doze meses, além de  25 bolsas no valor de R$1.000, por até 12 meses, para docentes da rede pública estadual de ensino que tenham seu projeto de pesquisa aprovado no edital. Será realizada ainda, a contemplação de R$ 10 mil para 25 projetos de pesquisa com finalidade de gastos para capital e/ou custeio.

WhatsApp Image 2024-02-29 at 15.56.54.jpeg

Para o presidente da Fapepi, Xavier da Cruz, o projeto vai alavancar a produção da cadeia pesqueira do litoral piauiense, levando desenvolvimento e renda. “Esse projeto piloto é uma ação que será desenvolvida para o fortalecimento da cadeia produtiva da pesca e consequentemente do Porto Piauí, focada na região das planícies litorâneas e visa beneficiar os filhos e filhas dos pescadores daquela região”, defendeu o presidente da Fapepi.

Serão destinados para o programa R$ 485.000,00 oriundos do Ministério da Pesca e Aquicultura, R$125.000,00 oriundos da Fapepi e mais R$ 300.000,00 oriundos da Seduc. As propostas deverão ser encaminhadas via SIGFAPEPI no período de 06 a 31/03/2024.
 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias