Quarta, 05 de Agosto de 2020
(89) 999743718
Política GILBUÉS- PI

STF nega medida cautelar impetrada por partido em favor do ex-prefeito de Gilbués, Léo Matos

Decisão do presidente do STF saiu nessa quarta, 22

22/07/2020 16h49 Atualizada há 2 semanas
Por: Alessandro Guerra
Ex- prefeito Léo Matos/ Foto: Alessandro Guerra
Ex- prefeito Léo Matos/ Foto: Alessandro Guerra

O ministro Dias Toffoli, indeferiu Medida Cautelar na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), formulada pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), municipal contra decisão da Câmara de Vereadores que extinguiu o mandato do ex-prefeito de Gilbués, Leonardo de Morais Matos (Léo Matos- MDB), no ano de 2019, sob a acusação de fazer parte de quadro societário de empresa privada.

Após o afastamento,o MDB ajuizou a medida alegando inconstitucionalidade dos parágrafos 1º e 2º do art. 72 da Lei Orgânica do Município de Gilbués-PI, que proíbe o prefeito e vice de desempenhar função de administração em empresa privada.

No entanto, o presidente do STF indeferiu o pedido de reconsideração, e determinou o retorno dos autos ao gabinete do relator ministro Edson Fachin.

Léo está fora da prefeitura desde o dia 17 de junho, quando o então vice- prefeito Paulo Henrique Nogueira Mascarenhas, o Manin (REPUBLICANOS), assumiu o cargo, após uma longa batalha judicial.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias