Quarta, 05 de Agosto de 2020
(89) 999743718
Extremo Sul LUTO

Morre aos 55 anos ‘Só Gás’, ex- vereador e ex- prefeito de Cristalândia do Piauí

Ele chegou a exercer o cargo de presidente da Câmara Municipal e prefeito interino

04/02/2020 08h32 Atualizada há 6 meses
Por: Alessandro Guerra
Carlos Alberto do Nascimento, (Só Gás).
Carlos Alberto do Nascimento, (Só Gás).

Carlos Alberto do Nascimento, o ‘Só Gás’, ex-vereador, presidente da câmara e ex-prefeito de Cristalândia do Piauí, morreu na madrugada desta terça-feira (04), no Hospital Tibério nunes, em Floriano (PI). Com 55 anos, ‘Só Gás” foi vítima de apendicite e estava se recuperando, mas na última quarta feira (29), teve um AVC hemorrágico e o cérebro parou de responder a estímulos básicos. De acordo com a filha Angélica Ferreira, os dias foram se passando e os outros órgão foram entrando em falência, e na madrugada de hoje, por volta de 1 da manhã veio a óbito

O velório será realizado na Rua Joaquim Getro Nogueira, em Cristalândia - Pi. O enterro está previsto para ás 8h desta quarta-feira (05) no Cemitério Municipal. Ele deixa 4 filhos e esposa.

'Só Gás', foi uma "lenda" que deixou marcas na politíca Cristalândense onde colecionou várias vitórias eleitorais. Com seu jeito alegre e divertido conquistou amizade em todo o extremo sul do Piauí. 

Vida Pública  

Natural de Paulistana (PI), Carlos Alberto do Nascimento, (Só Gás), foi eleito vereador pela primeira vez no ano de 1992 pelo então PFL com 113 votos, ocupando a sétima cadeira da câmara municipal. Em 1996 foi novamente eleito com 213 votos pelo PPB, ocupando a quarta cadeira. Em 2000 foi reeleito, sendo o mais votado do município com 339 votos pelo PSDB, foi reeleito novamente em 2004 pelo PSDB com 351 votos sendo o segundo mais bem votado, em 2008 sofreu a sua primeira derrota com 114 votos pelo PTB, ficando como suplente. 

Ele chegou a exercer o cargo de presidente da Câmara Municipal de Cristalândia do Piauí. Foi ainda prefeito interino por menos de um mês no ano de 2008, após cassação do mandato do então prefeito Ariano Messias.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias