Segunda, 18 de dezembro de 201718/12/2017
Banner topo
89

999 743 718

EDUCAÇÃO
Câmara de Cristalândia aprova reparcelamento de débitos previdenciários deixados pela gestão anterior
Os débitos deixados pelo ex- gestor somam mais de 2 milhões de reais
Alessandro Guerra Corrente - PI
Postada em 02/09/2017 ás 12h49 - atualizada em 03/09/2017 ás 02h47
Câmara de Cristalândia aprova reparcelamento de débitos previdenciários deixados pela gestão anterior

A câmara municipal de Cristalândia do Piauí aprovou na noite da última quinta-feira (31), em sessão extraordinária um projeto de lei proposto pelo executivo de reparcelamento de débitos do CristaPrev, que é o fundo de previdência do município. O prefeito Ariano Messias e secretários estiveram presentes a sessão.


O projeto de lei é uma adequação a uma lei editada pelo governo federal que permite que estados e municípios parcelem dividas previdenciárias em ate 200 meses. “Aqui houve 5 parcelamentos, e a gente tá pedindo um reparcelamento para não colocar a situação do município em total calamidade. Eu não estou aqui pedindo os vereadores para prejudicar servidores, porque eu jamais faria isso, ate porque nós temos 8 milhões de reais, vocês estão com dinheiro e ninguém vai tirar um tostão de vocês, essa gestão está pagando duas vezes, o que o ex- prefeito deixou de pagar e o que estamos pagando agora”. Afirmou o prefeito, Ariano Messias.


Ainda de acordo com Ariano Messias, o gestor anterior realizou vários parcelamentos, sendo que dois deles foram executados sem autorização da casa legislativa, o débito deixado soma mais de 2 milhões de reais, fato que fez com que ate agora somente uma servidora conseguiu aposentar. “Teve parcelamentos que foi ilegítimo, ilegal, apropriou de um bem que não é do município, não era do ex- gestor, muito menos do atual, e sim dos servidores. Em 2013 houve três parcelamentos autorizados por essa câmara, à primeira foi em 240 parcelas no valor de R$ 168.506, 32, o segundo de 60 meses no valor de R$ 64.202, 50 e ainda em 2013, o último também de 60 meses no valor de R$ 135.513, 60. Ai veio 2015, parcelou 60 meses no valor de R$ 674.066, 60, e 2016 parcelamento de R$ 1.017.879.72, totalizando o valor de R$ 2.060.188, 74. Nós temos vários outros parcelamentos, como de precatório no valor de R$ 78.000, 00 mensal, água e luz que somam mais de R$ 200, 000, 00 por mês”. Pontuou.


O presidente do sindicato dos servidores, Mário Léido, informou que não teve conhecimento dos parcelamentos feitos pelo ex- gestor do município, afirmou que isso foi feita na "calada", ele disse ainda que o sindicato não concorda com o reparcelamento. Inicialmente a votação saiu 4x4, com o voto de minerva do presidente Cleiton Carlos, o projeto foi aprovado.


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium