Segunda, 18 de dezembro de 201718/12/2017
Banner topo
89

999 743 718

SAÚDE
Sem médico mulher fica quase 10 horas em trabalho de parto nos corredores do hospital de Corrente
Em dois plantões, um noturno e outro diurno o hospital ficou sem médico plantonista neste fim de semana
Alessandro Guerra Corrente - PI
Postada em 15/01/2017 ás 21h02 - atualizada em 16/01/2017 ás 00h32
Sem médico mulher fica quase 10 horas em trabalho de parto nos corredores do hospital de Corrente

Sem médico no Hospital João Pachêco Cavalcante uma mulher que estava em trabalho de parto teve que ser encaminhada para a cidade de Bom Jesus, aproximadamente 240 km de Corrente para dar luz a seu primeiro filho, após passar quase 10 horas gritando com dores nos corredores do hospital.



A jovem Diana Pereira de Souza, 24 anos, começou a sentir as dores das contrações ainda no sábado (14), quando deu entrada no hospital, após ser atendida pelo médico Dr. Walter ela foi mandada de volta para casa.



Sentindo muitas dores ela retornou novamente ao HRC neste domingo (15), Diana chegou ao hospital por volta 7:00h e foi informada que no local não tinha médico. A família acionou o delegado de policia que foi ate o hospital, e constatou in loco o fato, as enfermeiras explicaram a situação e pouco pode ser feito pela autoridade policial.





Diante da emergência, duas enfermeiras de plantão fizeram os procedimentos básicos como: verificação de pressão e batimentos do bebê. “Não tenho autoridade nem autonomia para fazer parto, muito menos internar paciente e é isso que eu tenho passado pra família, porque eu não posso fazer ser punida por algo que não depende de mim”. Disse a enfermeira Samaritana.



Os médicos que deveriam estar no plantão de hoje das 7:00h ás 19:00h, Epifânio e Raquel também já haviam faltado no plantão de sexta-feira (13), no período noturno, eles estão com 5 meses de salário atrasado.



Assim como de outra vez quando flagramos um homem deitado no chão dos corredores gritando de fortes dores, com a chegada da nossa reportagem a mulher que estava deitada num banco de madeira foi recolhida e colocada numa maca dentro de uma sala no hospital.



Ao chegar ao hospital por volta das 13:00h a ouvidora Erika entrou em contato com praticamente com todos os médicos do hospital, e conseguiu localizar Dr. Nelson que regulou a paciente por volta das 15:00h e encaminhou para Bom Jesus numa ambulância particular, a técnica que deveria estar no plantão para acompanhar a paciente também não estava no hospital, outra que já estava saindo do plantão teve que fazer a viagem.



A nossa reportagem entrou em contato com Diana Pereira de Souza ás 19:25, ela deu luz ao seu filho antes de chegar na cidade de Bom Jesus, ambos passam bem e já estavam a caminho de Corrente.



Outro lado:



A diretora do hospital Lindaura Perpetua, que se encontra em Teresina disse a nossa reportagem que tomou conhecimento do caso por volta das 13:00h, e que o médico diretor clinico do hospital, Dr. Walter na ausência dos plantonistas deveria estar no HRC, disse também que mesmo distante estava em contato permanente com a ouvidora solucionando o problema da parturiente. Sobre a falta dos dois médicos destacou que será registrado e verificado.
















O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium