domingo, 19 de maio de 2019
(89) 999 743 718
Extremo Sul

23/04/2019 ás 18h30 - atualizada em 27/04/2019 ás 18h59

Alessandro Guerra

Corrente / PI

Após 44 anos, ‘fato político’ deixa o município fora da ExpoCorrente
Secretário Benjamin Filho, explica o motivo, confira a entrevista
Após 44 anos, ‘fato político’ deixa o município fora da ExpoCorrente
Foto: Alessandro Guerra

Idealizada pelo saudoso ex-prefeito de Corrente, Jesy Lemos Paraguassú, há 44 anos, a exposição agropecuária de Corrente (ExpoCorrente), sempre teve o município como protagonista na realização do evento, fato que não acontece na edição 2019, por “questão política”, entre o estado e o município.


Prestes a deixar o parque de exposições governador Alberto Tavares Silva, no bairro Nova Corrente, onde ate então funcionava a secretaria de Desenvolvimento Rural, o secretário da referida pasta, Benjamin Filho, recebeu este portal, e explicou o porquê de o município, não participar do evento. Confira a entrevista;


COMODATO


“2017 e 2018 fizemos o comodato, sempre é renovado no mês de janeiro, mas, infelizmente esse ano não aconteceu isso, eu mandei vários ofícios, assim como o prefeito, mas infelizmente nunca nos atenderam, então, nós não podemos gastar dinheiro naquilo que não é nosso, que não está previamente legalizado para gastar esse recurso”.


JOÃO MÁDSON FOI DECISIVO


“Foi uma decisão do governo do estado, com o apoio do deputado João Mádson, segundo entrevista dele. Infelizmente não vamos participar da exposição, decisão não do governo municipal do prefeito Murilo.


O MOTIVO?


“Esse fato é político, como nós somos políticos, tanto eu como o prefeito Murilo, então ficamos muito difícil de conviver politicamente com esse pessoal, então, eles acham que vai pagar é o povo, essa parceria tão benéfica que é o município de Corrente, o povo não irá usufruir dela esse ano”.


FATO HISTÓRICO


“Eu sou um pequeno produtor rural, e nunca tinha visto esse processo do município participar desse evento, é a primeira vez que vez que estou vendo esse comportamento do governo do estado”.


PARCERIA 


“Nós tínhamos o maior prazer de sermos aliados deles, para que nós pudéssemos fazer uma exposição juntos, isso é cabeça deles, essa decisão do prefeito não existe, se nós tivéssemos conseguido a concessão do parque, a parceria com o estado, nós íamos participar do mesmo jeito, dentro da normalidade, como acontecia nos anos anteriores”.


SAIDA DO PARQUE E MUDANÇA PARA A PREFEITURA


“Já decidimos entregar a parte física do parque ao governo do estado, que é patrimônio deles, vamos para o centro administrativo, e continuar tratando dos nossos programas de água, inseminação, luz para todos, energia elétrica, aração de terras, então, a secretaria não vai ter nenhuma modificação, vamos atender o nosso consumidor com maior prazer”.


O secretario conclui dizendo que ele e o prefeito Murilo, lamentam esse posicionamento por parte do estado, mas que torcem para que a 44ª ExpoCorrente seja um grande evento. “Mas, vamos esperar que o governo do estado faça um grande evento, e que o povo de Corrente usufrua, é o que desejamos”.


OUTRO LADO


Em entrevista à emissora de rádio de sua propriedade, João Mádson, admitiu que pediu ao governador que não entregasse o parque ao município. “E eu não vou mentir não, eu pedir ao governador que não passasse”. Disse.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium