Quinta, 15 de novembro de 2018
(89) 999 743 718
Política

06/11/2018 ás 07h10 - atualizada em 11/11/2018 ás 12h22

Alessandro Guerra

Corrente / PI

Toni, fala de sua candidatura à Presidência da Câmara Municipal
Candidato protocolou chapa nesta última segunda- feira (5), e reúne em sua chapa nomes de oposição e situação
Toni, fala de sua candidatura à Presidência da Câmara Municipal
Foto: Alessandro Guerra

João Antônio (Toni), candidato à Presidência da câmara municipal de Corrente pelo PSDB, está em seu segundo mandato como vereador do município de Corrente. Em entrevista para o Portal Alessandro Guerra, o parlamentar falou de sua candidatura à presidência da câmara e planos para a futura gestão, caso eleito.


O parlamentar protocolou chapa nesta última segunda- feira (5), e reúne nomes de oposição e situação. A chapa tem como candidato a vice-presidente o vereador Joabe Santana (PDT). O 1º secretário é Márcio (MDB). Como segundo secretário foi registrado o vereador Riva (PTB).


PRESIDÊNCIA DA CÂMARA MUNICIPAL 


"Eu não tenho ambição para ser presidente da câmara, nunca tive e nem tenho, só que nesse biênio tem alguns colegas estão me querendo e, esses são maioria, como a maioria está me querendo eu estou com o meu nome a disposição, só que eu não vou fazer questionamentos com os outros para que eu ganhe uma presidência da câmara, temos que sermos democráticos, se alguns deles achar que esse projeto não deve ir em frente e, tomar outra atitude eu não vou me chatear, aqui é uma coisa muito democrática, todos nós somos amigos uns dos outros, nos damos bem uns com os outros, mas o meu nome está à disposição, mas nas condições da maioria optar pelo meu nome, se alguns deles achar que não, não tem problema, eu retiro o meu nome, mas ate esse momento, a maioria está me querendo, eu tenho 5 vereadores do meu lado e, comigo 6. São de vários partidos, por exemplo, nós somos três vereadores eleitos na base do governo, Cristovam, Márcio e eu também, e tem mais três vereadores da oposição, Valéria, Riva e Joabe".


SITUAÇÃO OU OPOSIÇÃO


"Aqui nós não estamos compondo chapa com questionamentos de oposição ou situação, nós queremos uma coisa democrática, esses seis vereadores nós estamos querendo o bem para Corrente, como os outros também querem, o projeto nosso é o mesmo, deve ser o melhor, não é aquele enquanto pior melhor, a nossa ideia não é essa, mesmo eu conversando com os meus colegas da oposição, eles querem ajudar o prefeito e a cidade de Corrente para o melhor acontecer, então aqui nós não tratamos de oposição do prefeito, tratamos de uma composição mista da chapa, mas para organizar a casa, continuar moralizando, e também ter um bom relacionamento com o prefeito todos nós sem dúvida nenhuma".


LUIZ AUGUSTO


"Gosto muito do Luiz Augusto, mas ele é um candidato também, acredito que ele vai compor a chapa dele e, nós vamos para a disputa, é um direito dele procurar um e outro e pedir o voto, como é o meu também, se ele conseguir os seis, bom pra ele, em nenhum momento eu vou ter chateação com ele, acredito que da mesma forma também, como hoje estou tendo seis, se nós continuarmos juntos, acredito que ele não vai ter nenhuma mágoa não”.


EXECUTIVO


"Tem que ser muito boa essa relação, precisamos de muito diálogo, por que são poderes independentes, mas temos que estarmos com boas harmonias, o legislativo e executivo para que possamos fazer um bom trabalho na nossa cidade de Corrente, prefeito querer andar sem o legislativo e o legislativo andar sem o executivo, não funciona, nós temos que estarmos juntos conversando, não só o presidente, como todos os vereadores tem que ter esse bom diálogo com o prefeito, para que ele possa fazer um bom trabalho e nós possamos ajudar mais ainda".


PROPOSTAS


"Continuar fazendo o bom trabalho com seriedade, eu tenho que botar os pés no chão e ter a consciência que esse dinheiro não é do presidente ou do vereador, é do povo, que vêm dos impostos, então nós temos que gastar esse dinheiro que está no orçamento da casa e, fazer isso com muita transparência e responsabilidade, porque eu não dependo desse dinheiro, dependo dos meu salário, também acredito que meus colegas não dependem dele, então o que nós devemos fazer é uma coisa com transparência, honestidade e seriedade para isso o povo me elegeu, como elegeu os outros vereadores, acreditando em cada um de nós".


TRAIÇÃO


"Existem traições em todos os setores, mas eu confio muito nos meus colegas, eu não acredito que nenhum é capaz de trair um ou outro, acredito que o que está comigo está, o que está com Luiz Augusto está também, acho que não há nenhum motivo de traição nessa eleição e, acredito em todos eles, nenhum é capaz de trair ninguém". Confira em áudio entrevista completa:


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium