Segunda, 17 de dezembro de 2018
(89) 999 743 718
Política

03/10/2018 ás 01h28 - atualizada em 20/10/2018 ás 13h46

Alessandro Guerra

Corrente / PI

Programa eleitoral mostra origens de Ibaneis Rocha no município de Corrente
Amigos e familiares relatam infância do candidato em Corrente
Programa eleitoral mostra origens de Ibaneis Rocha no município de Corrente

O programa eleitoral desta semana, exibiu a história de vida do candidato a governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), no município de Corrente (PI). De família Correntina, Ibaneis lidera as pesquisas ao GDF.


O programa de 4:30min começa exibindo o município de Corrente, com depoimento de amigos e familiares contando da origem humilde do candidato e a trajetória pessoal e profissional dele. Eles falaram do tempo em que Ibaneis trabalhou em feira, farmácia, e rádio.



“Eu conheci Ibaneis garoto, novinho. Ele trabalhou em horta, ele vendia coisas na feira, trabalhou em farmácia, trabalhou em uma rádio, progresso, daqui de Corrente, mas sempre ele falava que ia terminar o curso dele, que ia ser um bom advogado”. Dona Luzia.


“A gente trabalhava cinco horas da manhã, ele vinha na bicicletinha na BR. O ibaneis é um cara que, financeiramente, nasceu pobre ele não tinha nada disso ai, é um cara que começou lá do chão, eu acho interessante de tudo isso, é que ele não nos abandonou, ele podia esquecer-se da gente, ele hoje cresceu, não é normal, os caras crescerem e esquecer das raízes, dos amigos mais humildes, daquele que não conseguiram possuir o que eles possuem, eles geralmente abandonam”. Raimundo Augusto (Gutão).


“Ele era uma criança muito ativa, esperto, um amor de gente mesmo. Conversava com a gente com aquela falinha fanhota, assim... Mas eu achava lindo demais. Tinha aquela reverência, delicadeza de encostar, pedir a benção, e era muito estudioso mesmo. Toda vida ele foi e continua ainda do mesmo jeito, não é? Eu acho assim, aquele amor que ele tem a gente, aquela coisa, aquele apego que ele tem gosto muito dele.” Tia Neném.


“Ibaneis, sempre aquele menino despontado, alegre, extrovertido. Ele ia vender coisas na feira, ele tomava conta do comércio do pai, muito pequeno. Nós éramos vizinhos, ele acordava cedo, ia para o colégio, quando saia ia para o comercio. Aquilo para ele, ele vendia com a maior naturalidade, onde os outros meninos estavam brincando, ele estava trabalhando. Ele moleque novo, chegou de Brasília e era vizinho da gente, e ele abraçou a avó, beijou de um lado e do outro e virou e disse: ‘Vó eu vou ser gente grande um dia na vida’ e isso nunca me saiu da cabeça”. Jairton Lobato (Buito).


“Nunca foi um menino parado. Sempre foi um menino ativo, Ibaneis era muito prestativo, sempre quis trabalhar, sempre quis ajudar, já trabalhava com toda responsabilidade, nunca ele ficou parado,sempre trabalhou, sempre quis vencer. Sempre era um coisa que ele dizia :”Eu vou vencer ‘ a palavra chave dele é vencer, com trabalho e honestidade. Fala com todo mundo, ele é um meninão aqui, é uma pessoa maravilhosa, ele é o doutor Ibaneis, mas ele é uma pessoa que não deixou suas raízes” Tia Inocência.


“A gente acordava quatro e meia da manhã, ia pra chácara lá, pegava verdura, ele se tivesse que entrar debaixo de caixa, ele entrava debaixo de caixa mesmo, não tinha problema, ele veio de família humilde. Cinco horas cinco e meia da manhã, já tínhamos que está na feira, ai vendia essa verdura, quando eram onze horas, praticamente meio dia, nós já tínhamos acabado o estoque”. Marciano Neto.


“É uma pequena área, ali na beira do Rio, do outro lado do Rio. E era ali que ele já utilizava para fazer esses canteiros, para produzir hortaliças”. João Rocha.


“Ele chega aqui, abraça todos nós. Ele chega lá em minha casa e abraça todos nós, que eu sou uma pessoa pobre do chão, ele chega lá e come feijão junto comigo em uma panela só, se tiver carne ele come, se tiver só feijão, ele come”. Maria do Socorro.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium